Direito de Reunião e de Manifestação

1. Os cidadãos têm o direito de se reunir, pacificamente e sem armas, mesmo em lugares abertos ao público, sem necessidade de qualquer autorização.

2. A todos os cidadãos é reconhecido o direito de manifestação.

Preto no branco, isto que a  Constituição da República Portuguesa diz no seu artigo 45. Então por que razão estiveram sindicalistas em ser julgado sem tribunal desde janeiro de 2009? O que raio é uma manifestação “ilegal”?  Não se fez uma revolução aqui há uns anos por causa de coisas como estas? Os tribunais que julgaram o caso, o presidente da cãmara de guimarães (minúscula, sim) e o governador-civil que fizeram queixa não têm mais o que fazer? Esta gentinha não sabe o que é viver em democracia?

Nesta notícia só me espanta o facto de ser tão pouco mediática e de haver apenas dezenas de pessoas à porta, provavelmente todas dos sindicatos dos quatro absolvidos. Espero que, quando acordemos, não seja tarde.

Anúncios