…e eu sem tempo para vivas à República, nem para a horta, nem para o blogue, nem para amigos – o que já é pior. Ai, ai! Precisava de ficar instantaneamente a saber jogar póquer ou então de conhecer alguém que o soubesse jogar e me soubesse dizer como se traduz “one-eyed jacks are wild”, entre outras expressões enigmáticas… Paciência, Esteva Maria, e persistência. Dizem os orientais que essas virtudes compensam.

E VIVA A REPÚBLICA!

P.S. Entretanto, lembro que “A Cidade Surpreendente” bem como a sua “Outra Face” estão outra vez a ser actualizadas regularmente pelo Carlos Romão. Ver as hiperligações na coluna da esquerda.

Anúncios